Aviso: Esta matéria contêm spoilers do último episódio da 1ª temporada de Scream.

Durante a season finale da série baseada na franquia de horror de Wes Craven, a podcaster Piper Shaw (Amelia Rose Blaire) foi desmascarada como o assassino que perseguia Emma (Willa Fitzgerald) e os jovens da cidade de Lakewood. Seu motivo? Ela era a filha perdida de Brandon James e a mãe de Emma, Maggie/Daisy – E tudo o que queria era vingança pelo assassinato do pai.

O Hollywood Reporter falou com Amelia Rose Blaire para saber quando ela descobriu a verdadeira identidade de sua personagem, como é entrar para o rank dos assassinos de Scream e se voltará para a segunda temporada.

Hollywood Reporter: Quando você descobriu que era você por trás da máscara?

Amelia: No último dia de filmagem do Episódio 6, quando fui fazer uma cena com Will (Connor Weil) sendo arrastado pela concessionária abandonada. Eu realmente não esperava por isso. Fiquei chocada, surpresa, animada e apavorada, tudo ao mesmo tempo.

Hollywood Reporter: Depois que você descobriu a verdade, como isso a influenciou na interpretação de Piper?

Amelia: Isso definitivamente mudou minha abordagem, porque eu vinha fazendo toda uma pesquisa para entender a mente de um assassino e o que leva alguém a fazer uma coisas dessas. O que desencadearia um massacre? Eu estava investigando cada um dos personagens tentando descobrir quem era o culpado, então colocar os holofotes para cima de mim foi meio surreal; e um pouco assustador. Eu fiz uma espécie de bíblia listando tudo o que o assassino havia feito e aonde todos estavam quando as ligações eram realizadas. Repassar tudo e ver aonde eu estava quando os crimes eram cometidos, isso foi muito legal. Eu ainda tentava manter o possível de discrição nas cenas com Emma porque Piper não estragaria seu disfarce desse jeito. Mas para ter toda aquela escuridão borbulhando em segredo eu realmente mudei a performance. Eu tive que mudar.

Hollywood Reporter: Você chegou a suspeitar de Piper durante a sua pesquisa ou você tinha alguma outra teoria sobre a identidade do assassino antes de descobrir?

Amelia: Eu nunca suspeitei da Piper. Eu pensei que, se Piper estava mesmo envolvida em alguma coisa, talvez ajudasse o assassino ou algo do tipo; mas nunca pensei que seria ela por trás da máscara. Eu apostava no Kieran (Amadeus Serafini) e na Audrey (Bex Taylor-Klaus). Esses dois são grandes suspeitos!

Hollywood Reporter: Você estava quase certa, já que Audrey revelou trabalhar com Piper nos momentos finais do episódio.

Amelia: Sim! Estou muito ansiosa para desenvolvermos isso e descobrirmos o que estava acontecendo. Porque obviamente algo estava acontecendo, só não sabemos o que.

Hollywood Reporter: Você sabe que crimes foram cometidos por Piper e que crimes foram cometidos por Audrey?

Amelia: Eu acho que isso será explorado na segunda temporada, mas tenho algumas suposições sobre quais crimes foram cometidos por Piper. Eu acho que tudo o que teve a ver com Maggie/Daisy, tudo o que teve a ver com a mãe, foi cometido por ela, por ser algo muito pessoal. Um monte de ligações foram feitas por ela, especialmente as que falavam sobre a mãe e as mentiras, porque foram essas coisas que a guiaram durante toda a temporada.

Hollywood Reporter: O que você achou da revelação de que não era realmente um filho de Brandon, como todos pensavam, mas uma filha vingando sua morte?

Amelia: Eu amei. Uma das minhas falas preferidas é uma do confronto final: “E você pensou que era seu filho segurando uma faca. Quer dizer, estamos em 2015. Não é meio sexista?”. Eu achei essa mudança muito legal. Você poderia pensar que era um cara fazendo isso, e durante minha pesquisa, eu também pensei nisso. Pensei que alguém mais masculino teria essas tendências.

Hollywood Reporter: Os atores sempre dizem que os papeis de vilões são os mais divertidos, mas você só precisou mostrar quem sua personagem era nos últimos momentos do episódio, antes dela ser baleada e assassinada. Isso a deixou desapontada?

Amelia: Não sei se fiquei desapontada, mas senti um grande alívio em fazer aquela cena final. Piper mentiu para todos o tempo inteiro e usou uma máscara durante toda a temporada. Liberar tudo isso no final me fez sentir catártica a ponto de deixar tudo simplesmente fluir. Mas eu amaria explorar o que realmente estava acontecendo por trás das câmeras mais tarde.

Hollywood Reporter: Mesmo que Piper tenha morrido de verdade no final, você voltará para a segunda temporada, de alguma maneira?

Amelia: Eu não sei, mas amaria voltar. Se eu tivesse a oportunidade, voltaria. Não sei o que eles (roteiristas) estão planejando, mas descobriremos isso em breve.

Hollywood Reporter: Piper não é apenas a assassina de Scream – The Tv Series, como também é a Gale Weathers. Como foi retratar não apenas um, mas dois personagens da franquia de filmes ao mesmo tempo?

Amelia: Foi uma honra. Eu amo a franquia Scream, e sabia desde o começo que ela seria a equivalência de Gale Weathers. Courteney Cox arrasou. Ela era tão traiçoeira e decidida que eu resolvi pegar alguns destes elementos e implementar em Piper. Mas eu também queria fazer diferente. Piper é muito mais sutil e não se mete muito nos assuntos das outras pessoas, ela dissimula. E para Ghostface – Quer dizer, Billy (Skeet Ulrich) é o maior dos assassinos! Eu me diverti muito brincando com a faca e reproduzindo esses momentos de calma e explosão como ele tinha. Eu queria ter “as mesmas cores” que ele.

Hollywood Reporter: Você também precisou usar a nova máscara de Ghostface que a MTV criou para a série. Como foi finalmente usá-la?

Amelia: A noite em que filmamos aquela cena era meu último dia. Filmamos até o sol aparecer, e depois mais um pouco. Eu estava tremendo na primeira vez que coloquei a máscara, meu corpo inteiro parecia tão vivo. Senti como se estivesse colocando um manto do mal. Mas também havia tristeza nisso. Brandon James precisou usar essa máscara no seu dia-a-dia. Senti que usá-la era como adicionar uma força obscura em torno da cena nas docas com Emma e Maggie.

Hollywood Reporter: Em uma nota mais triste, a season finale foi ao ar apenas alguns dias depois do falecimento de Wes Craven. Você já havia trabalhado com ele?

Amelia: Infelizmente não. Nós estávamos filmando em Baton Rouge, então ele não veio nos visitar nos sets com esse calor úmido. Mas eu sou fã dos seus filmes desde que era grande o suficiente para assistir, e é uma honra fazer parte do legado que ele deixou para trás. Ele inspirou muitos diretores e muitas outras pessoas com seu trabalho. É uma honra fazer parte disso, especialmente em um momento tão importante com seu falecimento.

A segunda temporada de Scream estreia em Junho de 2016, na MTV americana.

FONTE
Tradução e Adaptação: Equipe Scream Brasil

Deixe seu comentário

você deve estar logado para deixar um comentário.

Close
Please support the site
By clicking any of these buttons you help our site to get better
Design por Lorrayne
Programação por por Gabriela Gomes
Scream Brasil - Todos os direitos reservados